quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Ivan Sasquath: Rotina de Superação!



Ivan Sasquath,  faixa preta que representou a Equipe Demian Maia/Brasa,  foi campeão na categoria Adulto Pesadíssimo, no  São Paulo Open, 2011.  
Há três anos, logo depois de conquistar a faixa preta, Ivan teve um sério problema de visão, perdeu  o olho direito, e ficou com 40% apenas da visão do olho esquerdo.
Chegou a ficar por um ano longe dos tatames, sendo aconselhado a parar de lutar, mas o amor pelo Jiu-Jitsu, o fez voltar a treinar, e em setembro de 2010, ficou em terceiro no São Paulo Open. 
Em 2011, voltando a competir, foi Campeão!
Antes do seu problema de visão, Ivan Sasquath, já ganhara 3 títulos estaduais, foi terceiro no brasileiro, e terceiro no Panamericano.
Agora, Ivan procura um bom patrocinador disposto a apoiá-lo na sua trajetória de superação, para que possa seguir competindo, além de ajudar pessoas que como ele,  têm necessidades especiais, mas que podem render muito através do esporte, tornando-se seres humanos mais realizados.
A Entrevista com Ivan Sasquath
1 - Você é uma pessoa de alta-performance na vida?
R: Com certeza, pois para mim uma pessoa de alta-performance não é medida só pelos resultados, mas também pela perseverança, e eu sou uma pessoa muito perseverante, por isso acho que sou uma pessoa de alta-performance.
2 - Três episódios na sua história que exigiram superação.
R: a) Quando percebi que estava perdendo a visão, foi quando passei por várias cirurgias e achei que a minha carreira como lutador  estava acabada. Meses depois voltei aos tatames e a competir e consegui ser campeão algumas vezes;
b) A morte dos meus pais no mesmo ano, me abalou muito, pois eram a minha base e foi nos tatames que superei a dor da ausência;
c) A piora total da minha visão, foi quando perdi totalmente a visão do olho direto e maior parte do olho esquerdo, isso me levou a uma depressão muito forte  e a certeza de que estava tudo acabado. Mas, o apoio da minha esposa e o nascimento da minha filha me fizeram ressurgir das cinzas e querer como nunca voltar a competir.
E graças a esse sentimento. voltei e consegui ser campeão graças ao amor à minha família, esta foi a minha maior superação na vida.
3 - Aonde você está e onde quer chegar como Atleta?
R: Estou ainda buscando o meu espaço, mas quero chegar a ser um lutador top, pois para mim ser o melhor é sempre meu objetivo. Quem sabe, um dia me tornar um grande lutador como meu mestre Demian Maia.
4 - Sua modalidade?
R: Jiu-Jitsu, Submission  e Judô.
5 - Sua especialidade?
R: Jiu-Jitsu.
6 - Principais conquistas?
R: Formar minha família, voltar a  ser campeão superando a minha deficiência.
7 - Sua melhor qualidade como atleta?
R: Determinação, pois nunca desisto, para mim  a luta é acaba quando o juiz apita.
8 - Qual a sua formação Acadêmica?
R: Segundo Grau Completo  (Ensino Médio)
9 - Línguas em que você se expressa?
R: Português e um pouco de Espanhol.
10 - Relação com fãs?
R: Mais importante que a pessoa ser fã, torço para que minha história sirva de exemplo para algo na vida delas. Apesar de ainda não ter fãs, acho que seria muito bom, pois  o reconhecimento sempre  é bem vindo.
11 - Relação familiar?
R: Minha família é  minha base, meu tudo. É deles que vem a minha força e superação.
12 - Relação com o dinheiro?
R: Para mim o dinheiro é a consequência de um bom trabalho, é importante mais não é tudo.
13 - O que você vai fazer quando deixar de ser atleta?
R:  Montar minha academia e me tornar um técnico e ter um projeto social que atenda pessoas com necessidades especiais.
14 - Tem curiosidade por outras Culturas e Línguas?
R: Sim tenho muitas, minha maior curiosidade é conhecer a cultura Européia pois meus avós paternos eram Alemães e os maternos Espanhóis.
15. Aceita bem a diversidade religiosa, política e social?
R: Totalmente, acho que há espaço para todos, não tenho preconceito de nada nesta vida.
16 - Você se sente preparado para ser uma celebridade?
R: Não sei se estou preparado para ser uma celebridade, meu objetivo é ser reconhecido pela minha superação.
16. Onde podemos encontrar mais referências ao seu trabalho na internet?
17. Como os interessados podem entrar em contato com você?
Tels:  11 4751 -2638 / 7297-4615
e-mail: ivantatame2003@hotmail.com
18. Grato pela gentileza da entrevista! Sua mensagem final.
R: Desde que passei a ser deficiente visual, fiquei desacreditado diante da minha equipe, então passei a bater de porta em porta sempre ouvindo não, os nãos que ouvia só me davam mais força para que eu continuasse tentando, essas portas eram trabalho como professor, como profissional para equipes, etc... Até o dia em que bati na porta da Academia Demian Maia/Brasa JJ. E fui acolhido pela equipe e principalmente pelo Sr° Guto Maia que sempre acreditou em mim e sempre me apoiou.

Publicado também no nos sites: 

Suporte: