segunda-feira, 14 de junho de 2010

Os Sócios da Meta Ambiental



Entrevista Exclusiva
em Meta Ambiental

Guilherme do Amaral Carneiro  
Nelson Antonio Calil Filho 
Marcelo Rodrigues do Nascimento

Nesta entrevista, os sócios da Meta Ambiental – Consultoria e Projetos Ambientais, falam do seu histórico na área, como realizam a gestão da empresa, quais são suas metas e projetos para torná-la no futuro referência na área ambiental.   

Entrevista com Sócios Diretores da Meta Ambiental

Guilherme do Amaral Carneiro
Qual sua formação e histórico de atuação na área ambiental?
Sou Biólogo formado pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo e fiz especialização pela USP- São Carlos, em Planejamento Territorial em Áreas de Mananciais e Educação Ambiental. Atuo na área de consultoria ambiental desde 1998, com experiência em Levantamento e Planejamento de Recursos Naturais, Gestão e Educação Ambiental.

A Empresa foi fundada quando? Quais seus principais focos?
Meta Ambiental foi fundada em setembro de 2001 e desde então realiza trabalhos de consultoria ambiental em diversas áreas. Seus principais focos são os trabalhos de licenciamento ambiental, gestão, educação e caracterização ambiental, além de recuperação, planejamento e manejo de áreas naturais e propriedades rurais.

Qual o histórico dela?
Na área de gestão e licenciamento ambiental posso destacar a Sabesp, Cesari, Capital Realty pela empresa Ativa Ambiental, Engelux, Dias Transportadora, Auto Vias, trabalhos em parceria com a empresa Ambiens, Empresa de Engenharia Ambiental, Prefeitura de Santo André e de Suzano, Ecovias, Ecopátio, pessoas físicas, dentre outras que estão mais bem evidenciadas em
nosso site, no link “trabalhos realizados”. Na área de Educação Ambiental a empresa realizou inúmeros trabalhos, dentre os principais podemos destacar a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, a própria Sabesp, SASIP – Sociedade de Amigos do Loteamento Iporanga, a ONG Al Norte em São Sebastião, dentre diversos outros.
Além disso, atuamos como consultores do terceiro setor em Programas de Desenvolvimento Comunitário e de Responsabilidade Social, tendo realizado trabalhos para ONGs como Casulo, Cenpec, Sou da Paz, Vento em Popa, Criança Esperança, dentre outros.

Quais as novas áreas de atuação e os projetos da empresa?
A mais recente área de atuação diz respeito à área de construções sustentáveis, e recentemente prestamos serviços para construção de galpões e viveiros de mudas florestais para a Ecovias e Ecopátio, ambas da Concessionária Ecorodovias.
Outra importante área de atuação da Meta Ambiental atual diz respeito à decretação e gestão de Reservas Particulares do Patrimônio Natural. Temos inclusive uma RPPN sob gestão da Meta Ambiental, a Reserva Canhambora. O meu sócio Nelson, proprietário e gestor pela Meta poderá falar melhor sobre este importante projeto, pois ela é um dos nosso focos para os próximos anos.

Falando de futuro, quais as Metas para o futuro da empresa?
Estamos delimitando melhor as nossas áreas de atuação e focando em Licenciamento, Gestão e Educação Ambiental, nossos fortes. Pretendemos atuar também na área de construções sustentáveis, realizando principalmente viveiros florestais com materiais sustentáveis, como os realizados para a Ecovias e o Ecopátio, feitos de bambu. Ficaram muito bonitos e funcionais.
Além disso, como comentei pretendemos ter projetos próprios e um dos mais importantes é a gestão da Reserva Canhambora, visando o turismo educacional, ecoturismo e turismo científico. Outro projeto, que ainda está pra sair do forno, é um projeto sobre um Portal na internet. Este ainda ficará para uma próxima entrevista, suspense. Pretendemos divulgá-lo ainda este ano.

Construções Sustentáveis, fala um pouco mais sobre isso?
O viveiro que construímos para a Ecovias e Ecopátio são viveiros de produção de mudas florestais para recuperação ambiental. Estes viveiros tiveram este foco, mas nossa intenção é mostrar para todos, empresas, pessoas, proprietários rurais, que os materiais sustentáveis, sejam madeiras certificadas, ou bambus, como o caso das duas empresas citadas, são projetos pioneiros. Os materiais são ecologicamente corretos. Além avaliamos sempre o custo benefício, custo e durabilidade, importantes para qualquer um. E a conclusão é que estes materiais têm vantagens como a beleza, a durabilidade, os custos e claro, são ecologicamente corretos, ou seja, não vai pesar na consciência de ninguém.




Nelson Antonio Calil Filho

Qual sua formação e histórico de atuação na área ambiental?
Sou Biólogo formado pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – de Sorocaba. Atuo na área de consultoria ambiental desde 2000, como consultor independente, e desde 2006 passei a fazer parte dos sócios da Meta Ambiental.
Realizo trabalhos de avaliação de biodiversidade, gestão e educação ambiental. Atuo na área de monitoria para estudos do meio e turismo educacional há mais de 12 anos. Além disso, trabalho com a elaboração de Laudos Técnicos e Consultorias diversas para planejamento de propriedades rurais.

Falando em propriedades rurais, você é proprietário da Reserva Canhambora, fala um pouco mais sobre o histórico da Reserva, sua proposta e qual a parceria com a Meta Ambiental.
Minha família é proprietária da área da Reserva Canhambora desde a década de 70, quando meu avô adquiriu a área no Vale do Ribeira. Sua intenção na época era explorar calcáreo, pois como sabemos a região é muita rica desse mineral e consequentemente em cavernas. A propriedade inclusive faz divisa com o PETAR – Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira. Até por isso tem sua importância ambiental redobrada.
Depois do falecimento do meu avô, e claro, com consciência ambiental da família, passamos a dar especial atenção à preservação da área, que culminou com a proposta e hoje estamos em processo de decretação da área como Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN. A área é muito bonita e bem preservada, como vocês podem observar no site da Meta Ambiental e no Blog, que parceiros fizeram para a Canhambora.
Foi inclusive através da Canhambora que conheci o Guilherme, um dos sócios da Meta Ambiental. Ou seja, me tornei sócio da Meta Ambiental por contatos que a própria reserva promoveu. A Meta Ambiental já tinha destacada atuação em gestão e educação ambiental, áreas muito importantes para somar forças na administração e gestão da Reserva. Ou seja, juntou a fome com a vontade de comer. Assim nasceu a parceria de gestão compartilhada da Reserva Canhambora. Hoje é um projeto prioritário da Meta Ambiental sob minha responsabilidade. Conta claro, com inúmeros outros parceiros além da Meta Ambiental.
Atualmente a Reserva possui alguns roteiros pré-definidos. Atende ecoturistas em parceria com a empresa Planeta Trilha, pretende atender cientistas em parceria com a Pró-Science e já atende escolas particulares como Escola da Vila, Escola Viva, Rainha da Paz, Oswald de Andrade, Santo Inácio, Colégio Arbos, todas em parceria com a Agência de Turismo Educacional Quíron, outra importante parceira nesta caminhada. Outro colégio que deverá levar seus alunos no segundo semestre é o Lourenço Castanho, articulado pela a Sportur.

A experiência adquirida na Reserva Canhambora também auxiliou em áreas de atuação na própria Meta Ambiental?
Sem dúvida nenhuma, a experiência acumulada na gestão da Reserva Canhambora foi muito rica e auxilia nas assessorias atualmente prestadas para proprietários rurais no planejamento e implantação de reservas, além de estudos de adequação à legislação ambiental atual. Assim sendo, auxiliamos na decretação de outras reservas particulares do patrimônio natural através de financiamentos de ONGs como Aliança para a Conservação.
Decretamos importantes reservas no Estado de São Paulo, dentre elas, a do jornalista Heródoto Barbeiro, em Mogi, além de outras que estão para serem decretadas em Guapiara e na Juréia, importantes áreas preservadas do Estado. Juntas, todas as Reservas que foram ou estão para ser decretadas totalizam mais de 600 ha de áreas reservadas de forma perpétua! Isso é realmente um trabalho que nos dá orgulho.

Qual a importância da Canhambora para as Metas da empresa?
A mais recente área de atuação, diz respeito à área de construções sustentáveis, como o Guilherme comentou. Prestamos serviços para a construção dos galpões e viveiros de mudas florestais para a Ecovias e Ecopátio, ambas da Concessionária Ecorodovias. Por sua vez a Canhambora pretende contribuir para ser um laboratório de inovações para construções sustentáveis e desenvolvimento de novas tecnologias. Na reserva implantamos o galpão para receptivo de estudantes e o viveiro da Reserva Canhambora.

Alguma novidade interessante para ser divulgada na Canhambora?
Nas próximas entrevistas pretendemos mostrar algumas importantes descobertas que estão sendo feitas na Reserva Canhambora. Um fungo bioluminescente foi achado na área pelo Dr. João Godoy. Ele envolveu pesquisadores, Drs. da USP e outras instituições, como a Pró-Science, para identificar a espécie e, quem sabe divulgar se realmente nossa suspeita pode se concretizar, ou seja, pode se tratar de uma nova espécie. Isso seria realmente fantástico! No Blog da Reserva Canhambora vocês podem ver algumas fotos destes pequenos seres vivos que iluminam, literalmente, o chão da floresta.



Marcelo Rodrigues do Nascimento

Qual seu histórico, formação e áreas de atuação na empresa Marcelo?
Estou me graduando em Biologia pela Unisa – Universidade de Santo Amaro. Também fiz cursos de extensão na área de Educação Ambiental e Viveirista. Sou consultor e educador ambiental desde 2002 pela Meta Ambiental – Consultoria e Projetos Ambientais, além de ser o responsável pela área financeira e administrativa da empresa.
Atua na área de consultoria ao Terceiro Setor para a Meta Ambiental, coordenando projetos de educação ambiental para a Secretaria de Estado do Meio Ambiente, particulares e para ONGs como Casulo, Cenpec e instituições como a Sabesp, nos Programas Educando para a Cidadania, que ocorreu em toda a região metropolitana de São Paulo e o PURA, o Programa de Uso Racional da Água, que também ocorreu nas áreas de mananciais da Cidade de São Paulo.

Como ocorreu sua entrada na Meta Ambiental?
Sou morador do Jardim Ângela, localizado na Zona Sul de São Paulo. Em meados de 2002, me inscrevi num curso de Formação de Viveiristas no Espaço Criança Esperança. Lá tive a oportunidade de trabalhar com o pessoal da Meta Ambiental, que estavam ministrando o curso no espaço e construindo o viveiro.
Desde então, tomei gosto pela área ambiental e via como as minhas comunidades estavam carentes de informação para seus problemas mais básicos. Assim, com esta preocupação comecei a atuar nas ONGs da Zona Sul, ainda de forma particular, principalmente na ONG Bom Jesus de Piraporinha, que tenho ótimas lembranças e fui coordenador do Agente Jovem e outros programas por 3 anos.
Paralelo a este trabalho comecei a trabalhar na Meta Ambiental, ainda contratado. Iniciei no Programa Educando para a Cidadania, que foi um sucesso. Atendemos 8 cidades da Região Metropolitana de São Paulo, todas no entorno das áreas de mananciais da Zona Sul. Foi muito importante e pude trocar experiências com muitas outras lideranças regionais. Sem seguida a este trabalho propuseram sociedade na Meta Ambiental – Consultoria e Projetos Ambientais.

Você pretende atuar em outras áreas estratégicas para a empresa?
Sem dúvida, recentemente realizei um curso na Data Bite para atuação na área de diagramação e web design. Assim pretendo contribuir na elaboração de relatórios e publicações, além de me tornar um dos responsáveis pela realização e atualização do site e mapas da empresa. Serei um dos responsáveis para dialogar com os responsáveis pela área de TI – Tecnologia de Informação da empresa, com o consultor Guto Maia.

Então você será também um dos responsáveis pela área de marketing, além da área administrativa e financeira?
Exatamente, antes tive experiência em escritórios de advocacia e contábeis, experiência valiosa para a boa administração de qualquer empresa. Claro que conto com uma ótima contabilidade, a Lapa Contábil, e com bons webdesigners como o Leo, da Fênix Multimídia e o consultor em TI, o Guto Maia. Trabalho de modo a facilitar o serviço deles. Caso contrário ficaria sobrecarregado.

Quais suas expectativas com o futuro da empresa?
As melhores possíveis. Pretendemos focar nas áreas que o Guilherme comentou e no Projeto de gestão compartilhada da Reserva Canhambora. Atualmente pretendo inserir a Meta Ambiental em editais públicos, pois temos atuação ainda discreta em concorrências públicas. Estamos nos estruturando para ampliar isso. Em cinco anos pretendemos ter 50% de clientes governamentais. Hoje temos 90% dos clientes de empresas particulares, ONGs e pessoas físicas. Queremos descentralizar e claro, ampliar nossa clientela.

O Novo endereço: Meta Ambiental Consultoria e Projetos ambientais
 SHOPPING POMPÉIA NOBRE Rua Clélia, 33
2 and. CJ.8



ENTREVISTAS ANTERIORES
* Flávio Scorsato San Diego/USA jun.10 Fotógrafo
* Jyri e Sari Helsinque/FIN mai.10 Atletas Jiu-Jitsu
* João Ruffin Leme de Godoy São Paulo/BRA jul.09 Biólogo
* Rafael Alejarra Las Vegas/USA fev.09 Preparador físico MMA

Suporte: